Home -> Hospital -> Unidades e Serviços Especializados -> Unidade de Geriatria

Unidade de Geriatria - Enfermaria

Instituto de Psiquiatria do HC FMUSP

Na enfermaria de Geriatria do IPQ-HC-FMUSP são atendidos pacientes idosos (> 60 anos) portadores de transtornos mentais. Conta com doze leitos distribuídos em sete quartos para tratamento em regime de hospitalização integral, em instalações planejadas especialmente para pessoas na terceira idade, com corredores e portas largos, que permitem a passagem de cadeiras de rodas e macas, camas com altura especial para idosos e corrimãos em corredores e banheiros para facilitar a locomoção e prevenir quedas. Além dos quartos com um ou dois leitos há uma sala para tratamento de intercorrências clínicas, equipada com cama hospitalar, respirador, monitor cardíaco, desfibrilador, material para entubação e medicações para urgências clínicas. A equipe é multiprofissional, constituída por médicos (psiquiatras e geriatras), enfermeiros, psicólogas, terapeutas ocupacionais e assistente social, o que possibilita atendimento integral dos idosos com transtornos mentais.

1. EQUIPE

Assistente Social:

Marcia Pinto da Fonseca Abrahão

Enfermagem:  

2 Enfermeiras Chefe

Arlete Tomoko Yamamoto

Tatiana de Almeida G Pires

3 auxiliares enfermagem por período

 

Médicos assistentes:

Cássio M C Bottino

Débora Pastore Bassitt

Tânia Correa Toledo Ferraz Alves

 

Médicos residentes:

2 R4 psiquiatria geriátrica

1 E4 psiquiatria geriátrica

4 R3 psiquiatria

 2 R2 de geriatria

 

Nutrição

1 estagiária de nutrição

2 copeiras

 

Psicólogas:

Maria Inês Falcão

aprimoranda

 

Terapeutas Ocupacionais:

Patrícia Buchain

aprimoranda

 

2.OBJETIVOS

 

3.ROTINA DE INTERNAÇÃO:

As internações são solicitadas aos médicos credenciados na enfermaria que chefiam a equipe que acompanhará o paciente durante a internação. Pedidos de internação feitos por médicos não credenciados ficam sujeitos à aprovação e acompanhamento conjunto com médico credenciado na enfermaria de geriatria do IPq.

São aceitos pacientes segundo os critérios abaixo:

       Pacientes com 60 ou mais anos.

       Doenças predominantemente psiquiátricas

       Tratamento de pacientes em fase aguda ou em reagudização

       Necessidade de avaliação ou intervenção rápida, ou cuidados específicos quando isto não for possível em ambulatório

       Pacientes com prognóstico favorável, visando internações de curta duração, com possível atendimento domiciliar

       Pacientes cujo estado clínico geral possibilite a permanência nesta enfermaria

       Pacientes de difícil diagnóstico e manejo, internados para investigação e ajuste da medicação

       Casos de interesse acadêmico e científico

       Pacientes cujos familiares ou acompanhantes aceitem participar das atividades propostas

Uma vez internados os pacientes são submetidos aos seguintes procedimentos:

       Avaliação clínica geral realizada pelo geriatra

       Se não houver avaliação recente:

      Exames laboratoriais: hemograma, bioquímica, dosagem de B1, B12, T4livre,TSH

      Eletrocardiograma

      Tomografia computadorizada ou Ressonância magnética de crânio

      Em casos específicos: sorologias, liquor, spect

       Avaliação com escalas: MMSE, CAMCOG, MADRS, CIR-S, CGI, B-ADL

       Entrevista com familiar para obter história objetiva e para informar a família sobre procedimentos e importância da participação em reuniões durante a internação.

       Avaliação do paciente pela assistente social, enfermeira, psicóloga e terapeuta ocupacional.

Após toda a avaliação é feito um planejamento terapêutico individual, registrado no prontuário, na primeira sexta feira após a internação, na reunião de equipe. Neste planejamento constam as atividades multidisciplinares nas quais o paciente participará.

 

 

4. ATENDIMENTO:

Diariamente são realizadas visitas nos leitos dos residentes com os médicos assistentes para evolução de todos os casos e semanalmente é realizada uma visita no leito com a presença dos membros da equipe multidisciplinar (médico assistente, residente de psiquiatria, residente de geriatria, enfermeiro, psicóloga, assistente social e terapeuta ocupacional). Os casos são discutidos de forma mais aprofundada com toda a equipe em reunião realizada em sala separada semanalmente para direcionamento do tratamento em todos os aspectos.

A partir de avaliação da equipe de enfermaria, cada paciente terá um programa terapêutico específico. Os pacientes serão encaminhados para atividades oferecidas para pacientes geriátricos, de acordo com o programa terapêutico específico.

 

 

Atividades oferecidas para pacientes da enfermaria de geriatria:

Atendimento psiquiátrico

A avaliação médica psiquiátrica será diária, feita por residente de terceiro ano de psiquiatria (especialidade em psiquiatria geriátrica).

Avaliação geriátrica:

Médicos do segundo ano de residência em Geriatria acompanharão os idosos internados e estarão disponíveis para avaliação clínica de pacientes todos os dias de manhã. Esta é uma atividade oficial do 2º ano de residência em geriatria. (Responsável pelo Serviço de Geriatria: Prof. Dr. Wilson Jacob Filho).

 

Atividades em Grupo:

 

1.    Grupo de terapia ocupacional (t.o.)

Caracterizado como um grupo de freqüência semanal, com uma hora de duração, aberto a todos os pacientes da unidade.

Busca a construção do cotidiano a partir de atividades e ocupações, considerando-se o impacto e o comprometimento em sua habilidade de realizar no dia-a dia as AVD’s e AVP’s, visando a melhoria dos pacientes à medida que habilita-os nas áreas de auto-cuidado, produtividade, lazer e social.

 

2.    Grupo com família:

Caracterizado como um grupo verbal, de freqüência semanal, com uma hora de duração, aberto a todos os familiares de pacientes da unidade.

São abordadas questões relacionadas aos assuntos trazidos pelos familiares concernentes ao paciente, à doença e à dinâmica familiar.

 

3.    Grupo terapêutico (psicologia):

Grupo verbal, de freqüência semanal, com uma hora de duração, aberto a todos os pacientes da unidade, visando trabalhar as questões trazidas pelo grupo, as quais podem estar relacionadas à questão da doença e aos papéis que desenvolvem no grupo familiar e social.

4. Recreação com voluntárias:

Ocorrendo diariamente na enfermaria, particularmente para os pacientes mais graves e/ou dificuldade de locomoção, acompanhados pela enfermagem da enfermaria.

 

Grade de atividades da enfermaria de geriatria do IPq HC FMUSP

 

 

ATIVIDADES DE EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

SEGUNDA

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

8:00- 8:30

Visita médica nos leitos

8:00- 8:30

Visita médica nos leitos

8:00- 8:30

Visita médica nos leitos

8:00- 8:30

Visita médica nos leitos

8:00- 8:30

Visita médica nos leitos

 

 

 

 

8:30- 9:30

Reunião multidisciplinar

Recreacionista?

 

 

 

 

16:00 – 17:00

Grupo de T.O.

(aprimoranda)

Sala Multiuso-01

10:00 – 11:00

Cuidados pessoais

9:00 – 10:00

Grupo de T.O.

Sala Multiuso 01

15:00 – 16:00

Grupo Família

9:00 – 10:00 Grupo de Psicoterapia

(HD)

10:00 – 11:00

Voluntárias

10:00 – 11:00

Grupo Verbal

Sala Multiuso 01

 

5. AVALIAÇÃO DO ATENDIMENTO

A melhora dos pacientes será medida pela aplicação no final da internação da escala CGI.


6. ORIENTAÇÃO APÓS A ALTA

Durante a internação será definida a forma de acompanhamento dos pacientes após a alta (vide fluxograma abaixo). Os pacientes mais estáveis e com residência mais distante serão encaminhados pela rede, com a intermediação da assistente social. Os pacientes com quadros mais complexos e instáveis clinicamente ou com problemas psicossociais serão encaminhados para o ambulatório ou hospital-dia, dependendo da gravidade do quadro.